19/03/2021 às 17h57min - Atualizada em 19/03/2021 às 17h57min

Prefeitura de PG registra mais de 210 casos de vandalismo e furtos em prédios e espaços públicos

Somente nos primeiros meses deste ano, foram registradas 35 ocorrências; desse total, 16 foram de furto e 12 de vandalismo

Da assessoria
Foto: Divulgação / PMPG
A Prefeitura de Ponta Grossa registrou mais de 210 situações envolvendo depredação, furto e invasão de prédios e espaços públicos do Município nos últimos meses. É o que aponta um levantamento feito pela Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública (SMCSP) e que inclui os atendimentos realizados pela Guarda Civil Municipal (GCM) de janeiro de 2020 ao dia 17 de março deste ano.

De acordo com os dados, somente nos primeiros meses deste ano, foram registradas pela GCM, 35 ocorrências. Desse total, 16 foram de furto e outras 12 de dano ao patrimônio público/vandalismo. As situações mais recentes ocorreram na Arena Multiuso e no CIE Sabará, locais que tiveram a fiação furtada. Já a Fundação de Assistência Social de Ponta Grossa (Faspg) registrou o furto da bateria de um dos veículos que realizam a entrega de verduras do Banco de Alimentos para entidades e famílias em situação de vulnerabilidade.

"Além de causarem prejuízos ao Município, que tem repor itens e realizar os reparos nos locais, as ações desse tipo trazem um impacto negativo ainda maior para a população, que acaba ficando sem poder usufruir dos serviços e estruturas até a conclusão dos trabalhos. Por isso, é muito importante que a população contribua com o trabalho das nossas equipes da GCM, que realizam patrulhamentos constantes e ações de abordagem e identificação de suspeitos, e denunciem ações suspeitas através do nosso telefone 153", destaca a secretária da SMCSP, Tânia Sviercoski.

Placas de trânsito e iluminação também são alvos

Outra situação que causa transtornos e riscos à comunidade envolve as placas de sinalização do Município. Segundo dados da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMTT), 390 placas de trânsito tiveram de ser repostas após ações de vandalismo. O valor médio das placas instaladas é de cerca de 95 reais. Nos casos onde há a necessidade de reposição do tubo galvanizado que funciona como suporte, esse valor pode ultrapassar os 150 reais. 

Já a Afepon registrou o furto de aproximadamente 2 mil metros de fios de cobre no decorrer deste ano em locais como o Parque Ambiental, Ernesto Vilela, Praça Barão do Rio Branco e Duque de Caxias.

Parques e Praças

Com relação às estruturas de praças e parques da cidade, os equipamentos dos parquinhos e academias ao ar livre são frequentemente alvo de vândalos. Diante disso,  a Secretaria de Meio Ambiente (SMMA) está fazendo um levantamento em todas essas áreas públicas da cidade para identificar a necessidade de reposição e reparos nos equipamentos e também nas estruturas e alambrados de quadras e campos.

Como denunciar?

Segundo a Prefeitura de Ponta Grossa, as denúncias de ações relacionadas à depredação, vandalismo e furto em prédios e locais públicos podem ser feitas através do fone 153 da Guarda Civil Municipal – nos casos em andamento – e pelo sistema 156 do Município.

Notícias Relacionadas »