18/03/2022 às 16h56min - Atualizada em 18/03/2022 às 16h56min

Lixo espacial encontrado no Paraná pode ser parte de foguete de Elon Musk

Parte pode ser lixo especial encontrado por casal em São Mateus do Sul

Foto: João Ricardo Portes
Um grupo de pesquisadores da Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon) classificou como "enorme a probabilidade" de um pedaço de metal encontrado no Paraná ser parte do foguete Falcon 9 da SpaceX, do bilionário Elon Musk. Eles acreditam que o objeto seja a tubeira de um dos motores da segunda etapa do foguete.

O Falcon 9 foi lançado em 2015, mas ficou sem combustível suficiente para retornar à Terra depois de completar sua missão e acabou permanecendo no espaço.

Conforme publicado pelo instituto, a localização da cidade de São Mateus do Sul, onde o objeto foi encontrado, fica "praticamente abaixo da trajetória da reentrada" do foguete que foi observada na última semana.

Na quarta-feira (16), um casal encontrou o objeto de metal de cerca de quatro metros de comprimento em uma propriedade rural. Eles acreditam que o pedaço de metal retorcido seja lixo espacial.

Ainda de acordo com o grupo de pesquisadores, ao analisarem as imagens, eles encontraram semelhanças entre a tubeira do motor Merlin 1D do foguete Falcon 9 com o objeto. 

Além disso, o instituto ainda ressaltou que o tamanho citado pelos moradores, de cerca de quatro metros, bate com a medida de mais de três metros característica da peça.

Por fim, os pesquisadores ainda apontaram que o material da tubeira do motor explicaria o fato do objeto ter resistido à reentrada atmosférica. Conforme os especialistas, a tubeira é feita de uma liga de nióbio e titânio que garante resistência adicional às altas temperaturas.

Informações são do 'g1'


 
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!