20/03/2021 às 11h26min - Atualizada em 20/03/2021 às 11h26min

​Cantor sertanejo morre de COVID-19 à espera de UTI no interior do PR

Companheira do cantor revelou que ele chegou a ir ao hospital por três vezes antes de finalmente ser internado

Da redação, com informações do 'RicMais'
Foto: Reprodução / Redes sociais
Na última quinta-feira (18), o cantor sertanejo Diego Argenton, da dupla Bruno e Diego, morreu por complicações relacionadas à COVID-19 em Assis Chateaubriand, no oeste do Paraná. De acordo com o ‘RicMais’, o artista estava internado à espera de um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu. 

O sertanejo descobriu no início de março que havia contraído a doença, mas os sintomas só foram se manifestar no dia 15, quando o período de isolamento social já estava no fim. Segundo o ‘UOL’, a companheira do cantor revelou que Argenton chegou a ir ao hospital por três vezes antes de finalmente ser internado. Nas consultas, ele teria recebido medicamentos para tomar em casa. 

Falta de leitos

O mais recente boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), divulgado na sexta-feira (19), aponta que a taxa de ocupação das UTIs do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para a COVID-19 está em 98% na região. Segundo os dados do governo, na região, 142 pessoas aguardam a transferência para UTIs e 84 para enfermaria. 

Notícias Relacionadas »