24/03/2022 às 11h29min - Atualizada em 24/03/2022 às 11h29min

Museu Campos Gerais apresenta nova exposição ‘Memórias Entrelaçadas’

Evento de lançamento ocorre na segunda-feira (28), às 19h, com entrada gratuita

Da assessoria
Foto: Rafael Schoenherr
O Museu Campos Gerais (MCG), da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), abre o calendário 2022 de exposições na próxima semana, com a estreia da mostra “Memórias Entrelaçadas”. O evento de lançamento ocorre na segunda-feira (28), às 19h, com entrada gratuita. A nova atração fica em cartaz por quatro meses.

Nesta temporada, o salão Saint-Hilaire exibe acervos inéditos ao público e que chegaram ao Museu ou foram pesquisados nos últimos anos de pandemia. Peças e documentos históricos remetem a experiências marcantes do século XX no terreno da imprensa, do teatro, da fotografia, dos eventos culturais e da própria Universidade.
“O período de pandemia foi de desafios imensos, com momentos em que precisamos fechar as portas do Museu. Ao mesmo tempo, o trabalho interno nunca parou, principalmente devido à chegada de novas doações”, enfatiza o diretor do MCG, Niltonci Chaves. “Essa exposição indica um pouco isso, nos últimos anos fomos muito procurados por famílias, empresas e instituições da área cultural para cessão de peças e documentos valiosos para a memória dos Campos Gerais. Significa que a UEPG se tornou uma referência para essas pessoas e ficamos muito agradecidos por isso”, completa Chaves.

Acervos inéditos

Ao todo, a exposição Memórias Entrelaçadas reúne seis acervos incorporados ao Museu desde 2019 e que ajudam a documentar transformações do campo cultural local e regional. Entre os conjuntos mais recentes estão as coleções do produtor cultural e publicitário Fernando Durante (1958-2021) e documentos e peças da empresa Foto Carlos, em atividade há mais de 70 anos. Essas doações se somam a jornais da Casa da Cultura de Castro cedidos ao MCG. Os periódicos foram digitalizados e remetem a fins do século XIX até a década de 1990.

Outro acervo em exibição é do Festival Nacional de Teatro, em comemoração aos 50 anos do evento. A documentação foi cedida pela Divisão de Assuntos Culturais da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais da UEPG (DAC/Proex) e agora passa a estar centralizada no Museu. Em destaque, os cartazes do Fenata devem atrair atenção de apreciadores do teatro e do festival ou pesquisadores de artes visuais e gráficas. Esse conjunto vem acompanhado de parte do acervo do primeiro reitor da Universidade, Alvaro Augusto Cunha Rocha, incentivador direto do Fenata.

Completa a mostra conjunto de adereços, fotos, negativos e demais objetos do Foto Elite, empreendimento que remete à década de 1950 em Ponta Grossa. O acervo foi adquirido pela UEPG em 2019 e agora apresenta primeiros resultados de pesquisa e catalogação, trabalho indispensável para melhor acondicionamento do material e futura disponibilização para consultas.

Curadoria e montagem coletiva

Assinam a curadoria da exposição Memórias Entrelaçadas os docentes do Departamento de Artes da UEPG, Márcio Campos e Arthur Amador. Os professores coordenaram a expografia e as equipes de montagem da mostra. “O nosso trabalho foi o tempo todo coletivo e de muita participação de estudantes, professores e equipe do Museu, fizemos praticamente todo o processo juntos”, detalha Campos. Amador acrescenta que foi fundamental no processo o trabalho que as equipes fizeram de seleção de objetos e documentos, de modo que a conexão entre os acervos, o que dá título à exposição, ficou cada vez mais evidente na expografia.
Essa curadoria compartilhada se justifica pela quantidade de pessoas envolvidas na produção, desde a doação dos acervos, primeiros tratamentos até a fase de seleção de objetos e montagem dos núcleos temáticos da exposição. Participaram da montagem da mostra extensionistas e pesquisadores dos cursos de História, Artes Visuais e Jornalismo, além de estudantes de ensino médio do Programa de Iniciação Científica Júnior.

Após a noite de lançamento, a exposição Memórias Entrelaçadas fica aberta ao público de terça a sábado, das 9h às 11h30 e das 13h30 às 17h. A entrada é gratuita. A mostra tem apoio do Programa de Pós-Graduação em História, Programa de Residência Técnica (Restec/Seti/), da Coordenadoria de Comunicação da UEPG (CCom) e da Proex, com participação de bolsistas Fundação Araucária (Pibis/Pibex), Capes e CNPq (Pibic. Jr.).

Serviço

Exposição ‘Memórias Entrelaçadas’ no Museu Campos Gerais: Rua Engenheiro Schamber, 686, centro.

Abertura: 28/03/22, às 19h.

Em cartaz de março a julho de 2022.

Entrada gratuita.

Agendamento de visitas escolares e outras informações: (42) 3220-3470 ou museucamposgerais@uepg.br.

Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!