20/03/2021 às 14h02min - Atualizada em 20/03/2021 às 14h02min

VÍDEO: Bolsonaro rebate artigo de jornalista formada pela UEPG

Presidente, no entanto, descarta entrar na Justiça contra a jornalista porque, segundo ele, "raramente" ganha alguma coisa

Por Rafael Guedes
Foto: Reprodução / YouTube
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) rebateu, nesta sexta-feira (19), um artigo da jornalista Mariliz Pereira Jorge publicado pelo jornal ‘Folha de São Paulo’ na última quarta-feira (17). Em sua tradicional transmissão ao vivo através do YouTube, Bolsonaro questionou: “Essa é a imprensa brasileira? Isso é saudade de corrupção, é o fim da teta. Acabou dinheiro público jogado fora. Isso é o trabalho de um jornalista? Você falou alguma coisa sobre o nove dedos [Lula], que agora pode concorrer em 2022? Falou alguma coisa sobre corrupção dele? Ou, ele voltando, já vai acertar com a ‘Folha de São Paulo’, dar um dinheirinho pra vocês? Que imprensa é essa?”

Formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e ponta-grossense de nascimento, atualmente residindo no Rio de Janeiro (RJ), Mariliz publicou no artigo intitulado “Bolsonaro” um “festival de palavrões”, segundo o presidente. Consistindo única e exclusivamente de adjetivos, o texto traz delicados qualificativos como “ignóbil”, “baixo”, “repugnante”, “sórdido”, “abominável”, “burro”, “aberração”, “genocida”, “covarde”, “idiota”, “incapaz”, “sociopata”, “abjeto”, “calhorda”, “infame”, “cruel”, “abominável”, “facínora” e muitos outros, da primeira à última palavra. Confira aqui.
 
Lendo e analisando ao vivo o artigo, Bolsonaro pareceu se incomodar mais com o xingamento de “ditador” do que de “genocida”. “Ditador? Me aponte um ato ditatorial meu ao longo de dois anos e dois meses [de governo]. Eu falei em ‘controle social da mídia’? Eu falei em ‘democratização da mídia’? Que imprensa é essa? Festival de palavrões." O presidente, no entanto, descarta entrar na Justiça contra a jornalista. Segundo ele, algumas pessoas até teriam lhe recomendado que entrasse, mas ele disse que “raramente” ganha alguma coisa e que já "perdeu a paciência". “Isso é liberdade de expressão. ‘Isso’ é liberdade de expressão?”, repete, deixando a pergunta no ar.

Confira a declaração completa do presidente:



Notícias Relacionadas »