31/01/2021 às 16h53min - Atualizada em 31/01/2021 às 16h53min

Prefeitura de PG confirma volta às aulas para 18 de fevereiro

Prefeitura orienta que os pais que estiverem com receio de enviar os estudantes devem conversar com a gestão escolar

Da redação
Foto: Divulgação / PMPG

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa confirmou o início do ano letivo de 2021 na rede municipal de ensino para 18 de fevereiro. 

As turmas serão divididas e revezadas entre alunos, com aulas presenciais e remotas. Nos primeiros dias, a aula será remota, transmitida pela TV Educativa, para que detalhes sobre o funcionamento sejam apresentados. A partir de 22 de fevereiro, a primeira parte da turma irá até a sua respectiva escola, enquanto a segunda parte terá aula presencial a partir do dia 1 de março.

O retorno é opcional. A Prefeitura afirma que os responsáveis que estiverem com receio de enviar os estudantes devem conversar com a gestão escolar. Dependendo do caso e do compromisso dos pais, será permitido que os alunos acompanhem as aulas remotamente. O mesmo vale para os estudantes que fizerem parte de grupos de risco. 

Segurança 

A suspensão das aulas nas escolas e universidades públicas foi determinada pelo governo do estado em 16 de março do ano passado, por tempo indeterminado. Com a nova decisão, os profissionais de educação retomarão as atividades em 3 de fevereiro, seguindo as instruções e os protocolos sanitários de combate ao Coronovavírus. Os pais e responsáveis também serão orientados quanto à adoção de procedimentos de higienização para segurança dos alunos, seguindo as medidas estabelecidas pelo Comitê Municipal de Enfrentamento à COVID-19.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação (SME), a prefeitura investiu mais de R$ 1 milhão para comprar materiais de combate ao vírus. Além disso, o valor de R$ 331 mil deve ser gasto com máscaras, tapetes sanitizantes e termômetros digitiais para as unidades de ensino. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) também vai investir R$ 620 mil em álcool em gel e máscaras reutilizáveis, deslocando ainda um fundo emergencial de R$ 345 mil específico para as escolas.


Notícias Relacionadas »