16/05/2022 às 08h32min - Atualizada em 16/05/2022 às 08h32min

PRF realiza operação em combate à exploração sexual de crianças e adolescentes nos Campos Gerais

Abordagens ocorrem em pontos considerados como vulneráveis e visam coibir a exploração sexual infantojuvenil em pontos vulneráveis na região

Da assessoria
Foto: PRF
Na noite de sábado (14), equipes da PRF com integrantes do Grupo de Enfrentamento aos Crimes contra os Direitos Humanos - GECDH deram continuidade ao patrulhamento e fiscalizações em pontos levantados pelo Projeto Mapear 21/22, na circunscrição.

As equipes fiscalizaram casas noturnas localizadas na BR-277, na área urbana de Palmeira, assim como ocorreu nas noites anteriores nas travessias urbanas em Ponta Grossa (Avenidas Souza Naves e Presidente Kennedy.)

As pessoas que se encontravam nestes locais, entre clientes e funcionários, receberam orientações dos policiais sobre os crimes que envolvem a exploração de crianças e/ou adolescentes. Nestas abordagens não foram encontradas crianças/adolescentes em situação de vulnerabilidade.

As fiscalizações também ocorreram em postos de combustíveis, localizados às margens das BRs 277 e 376 onde há grande movimentação de caminhoneiros. 

Nas fiscalizações foram passadas orientações aos motoristas sobre os canais de denúncia caso verifiquem crianças e/ou adolescentes em situação de exploração sexual ou em situação de vulnerabilidade. Dentre as diversas modalidades delituosas combatidas pela PRF, a exploração sexual de crianças e adolescentes figura no rol das mais importantes devido à vulnerabilidade das vítimas, principalmente em ambiente ermo de postos de combustíveis, estabelecimentos comerciais e residências às margens das rodovias e estradas federais, locais que podem favorecer a prática desse delito.
  
A Operação ONEESCA teve inicio no dia 02/05/2022 e vai até dia 18/05/2022, dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Nesse período equipes da PRF de todo país estão realizando ações repressivas de combate ao ESCA em todos os grandes Centros do Brasil a fim de proteger as direitos fundamentais da criança e do adolescente.

Todo cidadão que tomar conhecimento de exploração de crianças e adolescentes ou ainda qualquer violação dos Direitos Humanos, pode utilizar  o Disque Direitos Humanos, ou Disque 100,  que trata-se de um serviço de proteção de crianças e adolescentes com foco em violência sexual, vinculado ao Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!