27/03/2021 às 11h01min - Atualizada em 27/03/2021 às 11h01min

Em protesto, cabeleireira do PR corta o cabelo das clientes em ônibus

Mulher afirma que está ironizando a situação porque considera o salão de beleza um local muito mais seguro que os ônibus

Da redação, com informações da Tribuna
Foto: Divulgação
Depois, quando dizem que o Paraná é a Rússia brasileira, tem alguns que ainda duvidam… Na manhã desta sexta-feira (26), a cabeleireira curitibana Paola Bratch, de 38 anos, viralizou nas redes sociais após fazer um protesto, digamos, inusitado contra o ‘lockdown’ que ainda vigora na capital paranaense. 

Como o decreto municipal determina o fechamento dos salões de beleza – incluindo, é claro, o dela, localizado em um shopping do município –, mas permite o funcionamento do transporte coletivo, Paola resolveu cortar o cabelo das clientes dentro de um biarticulado da linha Santa Cândida-Capão Raso, entre 8h e 10h.
 
Em entrevista à ‘Tribuna’, Paola afirma que está ironizando a situação porque considera o salão um local muito mais seguro que os ônibus. “Se o salão não é seguro o suficiente, com o shopping fazendo higienização a cada meia hora, então posso trabalhar dentro de um ônibus, já que, aqui sim, é seguro”, critica.
 
Na sexta-feira, Curitiba prorrogou a bandeira vermelha devido ao número crescente de casos de COVID-19 na cidade e ao colapso do sistema de saúde.

Notícias Relacionadas »