09/09/2022 às 15h27min - Atualizada em 09/09/2022 às 15h27min

Suspeito de estuprar a própria filha é encontrado morto com marcas de espancamento no PR

Notícia se espalhou pela comunidade que, segundo as primeiras informações, teria resolvido fazer justiça com as próprias mãos

Foto: Tiago Silva/ RICtv
Um homem de 50 anos, suspeito de ter estuprado e engravidado a própria filha adolescente, foi encontrado morto com marcas de espancamento e facadas pelo corpo, com as mãos amarradas por fios, no início da tarde desta sexta-feira (9). A situação aconteceu no bairro Jardim Independência, em uma área de invasão de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

De acordo com as primeiras informações apuradas no local pela 'RICtv', a princípio, a Polícia Militar foi acionada para atender o caso de um homem que teria morrido eletrocutado ao levar um choque na geladeira. No entanto, ao chegar no local, os policiais constataram que a vítima estava enrolada em fios de antena de televisão, com marcas de chutes, pontapés e socos pelo corpo, além de ferimentos causados por objetos pontiagudos, possivelmente por faca.

Testemunhas relataram que nos últimos dias o homem havia sido encaminhado para a delegacia de São José dos Pinhais, suspeito de ter estuprado a própria filha, uma adolescente de 16 anos. A menina engravidou, o bebê nasceu e ela não contou para ninguém quem seria o pai da criança. Porém, o homem teria mordido o bebê e o agredido, o que revoltou a menina, que resolveu denunciar ao Conselho Tutelar que tinha sido estuprada pelo próprio pai e engravidado durante o abuso sexual.

O suspeito foi ouvido e liberado pela Polícia Civil, já que era necessário fazer um teste de DNA para confirmar o crime. A notícia do estupro se espalhou pela comunidade que, segundo as primeiras informações, teria resolvido fazer justiça com as próprias mãos. O corpo do homem foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). A Polícia Civil vai investigar o caso.

Informações são do 'RICMais'



Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!