14/09/2022 às 14h01min - Atualizada em 14/09/2022 às 14h01min

Após matar ex-esposa, PM comete suicídio durante negociação para se entregar no Paraná

Polícia tentou rendição durante cerca de quatro horas

Foto: Reprodução/RPC
Um soldado da Polícia Militar (PM), identificado como Dyegho Henrique Almeida da Silva, matou a ex-esposa a tiros em uma rua de Curitiba , no final da tarde desta terça-feira (13). Segundo a polícia, ele alvejou o carro que a vítima dirigia. 

O suspeito permaneceu no carro com o corpo da vítima e, segundo a polícia, após cerca de quatro horas de negociação, ele cometeu suicídio.

Em nota, a PM se solidarizou com os familiares das vítimas e lamentou o ocorrido. "Todos os procedimentos de segurança foram adotados pelas equipes policiais desde a primeira intervenção e as tratativas foram feitas de forma incessante", disse a corporação.

A polícia disse também que as motivações serão devidamente apuradas posteriormente e que mais informações serão repassadas assim que possível.

Segundo a polícia, a motorista estava acompanhada de uma adolescente, de 11 anos, filha dela. A garota conseguiu escapar.

A corporação informou que Dyegho
 ficou três meses afastado e que, em abril, retornou ao serviço, em atividades administrativas. Ele recebeu a arma de volta, após uma reavaliação, em que demonstrou "condições de portar" o armamento.

Informações são do 'g1'

Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!