30/11/2022 às 14h22min - Atualizada em 30/11/2022 às 14h22min

​Bolsonaristas bloqueiam ruas da região central de PG em novo protesto

Em vídeos divulgados nas redes sociais, grupo faz apelo solicitando ajuda das Forças Armadas; Executivo recebe denúncias da população

Com informações aRede
Reprodução Redes Sociais
Um novo manifesto de grupos bolsonaristas foi registrado no último domingo (27), na Praça Marechal Floriano Peixoto, em Ponta Grossa. Em vídeos divulgados nas redes sociais - é possível visualizar os manifestantes ocupando vias da região central da cidade, realizando comandos de voz e solicitando uma resposta das Forças Armadas. Os manifestos antidemocráticos questionam o resultado das ‘Eleições Gerais 2022’ para presidente da República, quando Jair Messias Bolsonaro (PL) foi derrotado pelo futuro chefe do Poder Executivo, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Sobre o fechamento de ruas da cidade para esses ‘comandos de voz’, o superintendente de Trânsito e Segurança Viária de Ponta Grossa, João Rodrigo Pontes, explica que “desde 4 de novembro, as equipes estão orientadas a coibir o cometimento de transgressões a legislação”. Em documento encaminhado ao Portal aRede, a liderança comenta que “inicialmente deverão ser realizadas orientações e no caso de não acatadas deverão ser tomadas as medidas/punições estabelecidas” na Lei Federal nº 9.503/97 – Código de Trânsito Brasileiro, ressalta a ‘Ordem de Serviço 007/2022’.

Além disso, ele, assim como a secretária da Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública (SMCSP) de Ponta Grossa, Tânia Sviercoski, reforça a necessidade de ajuda da população para denunciar as irregularidades. “De qualquer forma, o Trânsito está atento. Qualquer irregularidade pode ser informada via 156, para que sejam adotadas medidas cabíveis”, diz.

Por fim, o Portal aRede pediu esclarecimentos da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada (5ª Bda C Bld) de Ponta Grossa sobre a situação, já que os manifestantes ocupam a praça que fica em frente à área militar. Em resposta, foi informado que somente o Comando Militar do Sul poderia emitir qualquer tipo de posicionamento.
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!