05/12/2022 às 14h45min - Atualizada em 05/12/2022 às 14h45min

​Nova aeronave reforça frota para ampliar operações de segurança e saúde no Estado

O avião, com capacidade para dois pilotos e oito passageiros, tem autonomia de cinco horas de voo sem abastecer, podendo operar até cerca de 28 mil pés, o que proporciona maior velocidade, economia, segurança e eficiência para a corporação.

Informações: AEN
Divulgação: AEN
O Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) recebeu, nesta segunda-feira (5), a aeronave Falcão 11, modelo King Air B200, para expandir os atendimentos de segurança e saúde em todo o território paranaense, principalmente durante a operação Verão Maior Paraná, que iniciará nos próximos dias. A inclusão do avião na frota aérea do Estado ocorreu por meio de parceria entre as secretarias de Estado de Segurança Pública (Sesp) e da Saúde (Sesa). O recurso repassado anualmente pela Sesa para este serviço é de R$ 12 milhões.

A aeronave, com capacidade para dois pilotos e oito passageiros, tem autonomia de cinco horas de voo sem abastecer, podendo operar até cerca de 28 mil pés, o que proporciona maior velocidade, economia, segurança e eficiência para a corporação. Além disso, ela conta com as certificações RNAV e ILS (aproximações por instrumento de precisão), tecnologias que potencializam o voo sob condições meteorológicas desfavoráveis.

O vice-governador Darci Piana participou do evento de entrega oficial da aeronave e ressaltou os investimentos feitos pelo Governo do Paraná nas áreas de saúde e segurança pública. “A mobilidade da PMPR, do Corpo de Bombeiros, da Polícia Civil e da Secretaria de Saúde é fundamental e estamos vendo sua ampliação com essa aeronave. Com isso, mostramos que a nossa segurança e a nossa saúde têm uma amplitude muito grande, e a preocupação do nosso governador em dar condições para toda força de segurança do Estado”, disse.

“Fazer aviação no Brasil é um desafio e esses policiais atuam com esse fator na atividade policial, o que deixa ainda mais desafiador. Nunca é demais investir na aviação da segurança pública do Paraná. Inclusive, já recebemos diversos pedidos de ajuda de outros estados atingindo outro patamar de segurança pública dentro do contexto nacional”, ressaltou o secretário de Estado da Segurança Pública, Wagner Mesquita.

SAÚDE – A aeronave possui o kit aeromédico homologado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para o transporte de pacientes, resultando em maior agilidade e segurança de voos para atendimentos de saúde nos períodos diurno e noturno.

“Esse é mais um esforço conjunto do Governo do Estado para ampliar a rede já consolidada e referenciada nacional no serviço aeromédico, ofertando assistência rápida aos paranaenses, em locais de difícil remoção, principalmente nesta época de alta temporada em que esperamos grande circulação de pessoas na área litorânea”, afirmou o secretário da Saúde, Beto Preto.

Para as operações de saúde, o Falcão 11 pode comportar dois pilotos, quatro passageiros e uma maca com paciente, além de auxiliar no apoio de transporte de órgãos, medicamentos, vacinas e insumos. “Vamos continuar contando com a eficiência da Polícia Militar e do BPMOA para chegarmos de forma mais rápida aos locais mais distantes do nosso Estado para atender a população que necessita do serviço aeromédico”, reforçou o diretor-executivo da Sesa, César Neves.

SEGURANÇA – A aeronave também incorpora o Projeto Falcão, que prevê maior agilidade em ações policiais em todas as regiões do Paraná, além de auxiliar o transporte de pacientes.

O comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Hudson Leôncio Teixeira, lembrou que, além da aeronave recebida, dois helicópteros também farão parte das ações do BPMOA e da PMPR. “Nós estamos com o Projeto Falcão em andamento e aumentando nossa capacidade de atendimento em todo o Estado. São investimentos necessários para que a população paranaense seja atendida de forma mais rápida e segura”, disse.

“Em 2010, no início do BPMOA, eram apenas duas aeronaves e, agora, além dos investimentos recebidos e de mais essa entrega, temos perspectivas cada vez melhores. Em 2023, nossa frota será reforçada com mais dois helicópteros e teremos ainda o serviço aeromédico 24 horas. Isso é fruto do investimento promovido pelo Governo do Paraná”, destacou o comandante do BPMOA, major Wilian Celestino Favero.

PROJETO FALCÃO – O Projeto Falcão, que prevê a utilização de drones e aeronaves tripuladas para suporte aéreo às equipes policiais em terra, já está em funcionamento. Entre incrementos estão o helicóptero R66, que iniciou as operações em julho de 2022, e outras duas aeronaves locadas (também R66) serão entregues ainda no primeiro trimestre de 2023. Os contratos já foram assinados e elas estão recebendo todos os equipamentos necessários para atuação junto ao Projeto Falcão, como imageador aéreo, farol de busca, alto-falante externo e rádio policial.
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!