08/12/2022 às 15h48min - Atualizada em 08/12/2022 às 15h48min

Funcionária é investigada após agredir aluno autista em ônibus escolar em PG

Família da vítima só descobriu uma semana do fato, quando a própria funcionária contou para a mãe

Divulgação
Uma funcionária de ônibus escolar é suspeita de agredir uma criança autista em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. A agressão teria acontecido no dia 25 novembro, mas a família da vítima, de 6 anos, só descobriu uma semana após o ocorrido.

Nicole Sobral da Silva é mãe do menino e diz que o filho frequenta a Associação de Proteção dos Autistas para acompanhamento psicopedagógico. O percurso de casa até a instituição é oferecido pela prefeitura e segundo a mãe, dura aproximadamente 20 minutos.

Conforme o relato de Nicole, o filho pegou no sono durante o trajeto e teria sido agredido pela monitora quando chegou na associação. Como a criança não fala, a família ficou sabendo do acontecido uma semana depois pela própria monitora. Depois que descobriram, eles não mandaram mais o menino para as aulas.

“Ela já o levantou de uma forma meio forte. Então ele já estava desequilibrado e caiu. Ela chegou pra mim quando fui levá-lo para escola e me perguntou. ‘Por acaso alguém da escola veio reclamar pra você? Na volta do ônibus eu converso com você”. Então eu liguei na escola e eles me contaram a situação”, contou a mãe.

A família registrou um boletim de ocorrência no Núcleo de Proteção à Criança e Adolescente (Nucria). A delegada Ana Paula Carvalho disse que testemunhas serão ouvidas para esclarecer o que de fato aconteceu.

“Há uma possibilidade da prática de uma lesão e maus-tratos. Mas só vamos saber se houve realmente crime contra essa criança com as investigações”, explica a delegada.

A assessoria jurídica da secretaria de educação disse que já foi pedido o afastamento da funcionária assim que tomaram conhecimento das supostas agressões. A família espera uma solução rápida, para que a criança retorne a frequentar as aulas.
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!